sexta-feira, 27 de abril de 2018

Mapas de Santarém/PA (Acadêmicos)

Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Presta consultoria em Cartografia e Geoprocessamento para Acadêmicos, Pesquisadores e Empresas
* Contato: henrique.ufpa@hotmail.com
*Mapas em Geral, Cartogramas, Cursos, Projetos de Geoprocessamento, 
Palestras e Consultoria em Geotecnologia:  091 (98306-5306) - WhatsApp




1. Santarém - Mapas Acadêmicos (Serviço)


Está a procura de mapas especializados da cidade de Santarém para a sua pesquisa? Nós podemos usar dados das mais prestigiadas instituições de pesquisa do país ou os seus próprios para construirmos os mapas de Santarém.

Há uma variedade de mapas que podem ser solicitados, desde o de população, renda ou sobre saúde pública, não importa!, você já encontrou a solução certa para dá um "upgrade" nas suas publicações científicas.

Nesse contexto, oferecemos o serviço de "mapas personalizados do município de Santarém". Entre as opções disponíveis, destacam-se:

a) Mapa de localização de Santarém no Estado do Pará.
b) Mapa de localização bairros, zonas ou distritos de Santarém.
c) Mapa de localização de uma região específica de Santarém.
d) Mapa com imagem de satélite dos bairros, zonas ou distritos de Santarém.
e) Mapa GRANDE dos bairros, zonas ou distritos de Santarém
f) Mapa da Região Metropolitana de Santarém.
g) Mapa de população, renda, verticalização, saneamento básico, lixo urbano, etc, de Santarém.

É possível solicitar informações de Santarém tais como:

a) População por regiões, bairro ou setor censitário
b) Rendimento mensal por bairro ou setor censitário
c) Outros dados socioeconômicos, etc.

Todos os mapas possuem finalidade acadêmica, podendo se adapta ao formato empresarial. Alguns modelos de mapas que podem ser encomendados estão abaixo:


Mapa 01. Renda Média por setor censitário em Santarém (2010)
Fonte do mapa: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)
Fonte dos dados: IBGE (2010)


Mapa 02. Aglomerados Subnormais na área urbana de Santarém (2015)
Fonte do mapa: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)
Fonte dos dados: IBGE (2010)


Esses mapas e muitos outros podem ser encomendados, sendo formatados de acordo com as exigências do cliente. Para mais informações sobre mapas de Santarém, basta entrar em contato pelo whatsaap.


2. SERVIÇOS DE GEOPROCESSAMENTO











sexta-feira, 13 de abril de 2018

Mapas de Brasília/DF (Acadêmicos)

Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Presta consultoria em Cartografia e Geoprocessamento para Acadêmicos, Pesquisadores e Empresas
* Contato: henrique.ufpa@hotmail.com
*Mapas em Geral, Cartogramas, Cursos, Projetos de Geoprocessamento, 
Palestras e Consultoria em Geotecnologia:  091 (98306-5306) - WhatsApp




1. Brasília/DF - Mapas Acadêmicos (Serviço)


Está a procura de mapas especializados da cidade de Brasília para a sua pesquisa? Nós podemos usar dados das mais prestigiadas instituições de pesquisa do país ou os seus próprios para construirmos os mapas.

Há uma variedade de mapas que podem ser solicitados, desde o de população, renda ou sobre saúde pública, não importa!, você já encontrou a solução certa para dá um "upgrade" nas suas publicações científicas.

Nesse contexto, oferecemos o serviço de "Mapas personalizados de Brasília". Entre as opções disponíveis, destacam-se:

a) Mapa dos subdistritos de Brasília
b) Mapa por setor censitário dos subdistritos de Brasília
c) Mapa de localização de Brasília
d) Mapa de uma região específica de Brasília
e) Outros


Todos os mapas possuem finalidade acadêmica. Alguns modelos de mapas que podem ser encomendados estão abaixo e você pode entrar em contato pelo número (91) 98306-5306


Propaganda 1. Mapas Acadêmicos dos subdistritos de Brasília/DF
Fonte: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)



Carta 01. Estádio Mané Garrincha e arredores, Brasília/DF (2018)
Fonte: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)







Consultoria







segunda-feira, 9 de abril de 2018

Mapeamento criminal na prática: o que é e como pode ser aplicado?



Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Presta consultoria em Cartografia e Geoprocessamento para Acadêmicos, Pesquisadores e Empresas
* Contato: henrique.ufpa@hotmail.com
*Mapas em Geral, Cartogramas, Cursos, Projetos de Geoprocessamento, 
Palestras e Consultoria em Geotecnologia:  091 (98306-5306) - WhatsApp





1. Mapeamento criminal na prática: o que é e como pode ser aplicado

Crimes são fenômenos humanos e sua distribuição geográfica não é aleatória (National Institute Justice, 2005), variando conforme o tempo, o bairro, o tipo de crime, as vítimas, entre outros fatores. Compreender a correlação entre crime, localização e o tempo, é vital para as organizações responsáveis pela proteção dos cidadãos (Figura 1), especialmente em grandes e médios centros urbanos, onde a violência tem causado muitas vítimas e prejudicado a qualidade de vida da população. 



Figura 1. Tripé de um crime e os condicionantes de sua variação
Fonte: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)


Muitas vezes, somente tabelas e gráficos com dados de crimes não bastam para compreendermos o fenômeno criminal em uma cidade, pois dessa maneira desconhecemos a sua distribuição por bairros, não conseguimos ver a extensão dos crimes e nem correlacionar informações para analisar. Nesse caso, é preciso usar mapas também, uma vez que são ferramentas mais eficazes para compreender o fenômeno criminal, além de conseguirmos medir distâncias e verificar padrões espaciais.

Para Weisburg, D; McEwen, T (2015, tradução nossa), os mapas criminais têm emergido como ferramentas recentes no combate ao crime e apoio na justiça. Os autores reiteram dizendo que: "Até uma década atrás, raramente as agências de justiça criminal tinham alguma capacidade para criar mapas criminais e poucos investigadores tinham recursos ou paciência para avaliar a distribuição espacial do crime" (tradução nossa). Ou seja, o mapeamento criminal ainda é recente, mas o seu uso tem avançado conforme o próprio desenvolvimento tecnológico e interesse das organizações sobre o tema.


Mapear a localização de um crime, o horário da ocorrência, as vítimas envolvidas e os prejuízos causados são deveres do Estado, já que permitem a eficácia do planejamento estratégico das corporações envolvidas, assim como maximiza a capacidade de proteger a sociedade diante de práticas delituosas. Segundo Boba (2005, tradução nossa), o mapeamento do crime visa atender três aspectos importantes: 
a) Facilitar as análises visuais e estatísticas de natureza espacial do crime e de outros eventos
b) Permitir que analistas criminais consigam ligar fontes de dados diferentes, como informações do censo com variáveis geográficas
c) Fornecer mapas que ajudam a comunicar resultados de análise. 

Podemos acrescentar a maior facilidade em compreender a distribuição do crime e a sua mudança ao decorrer do tempo. Nesse contexto, os mapas não devem ser entendidos como figuras bonitas que apenas mostram vários crimes, mas também como ferramentas indispensáveis no gerenciamento e nas análises criminais. Antes de tudo, tais ferramentas introduzem uma nova forma de pensar e combater o crime, usando tecnologia e equipe multidisciplinar.


Para que o mapeamento criminal possa ser bem sucedido, não basta ter apenas dados, mas também softwares que analisem informações e façam mapas, equipe responsável pelas diferentes etapas do trabalho, computadores equipados com os programas e boa capacidade de memória, metodologias e métodos consistentes para analisar os dados criminais e acima de tudo, profissionais multidisciplinares com bons e sólidos conhecimentos em: Geografia, Geoprocessamento, Cartografia, Estatística, Informática, Ciências Sociais, Design, entre outros ramos essenciais nesse tipo de trabalho (Figura 2). 

Em outras palavras, essa combinação de variáveis pode ser chamado de SIG voltado a Segurança Pública. Atrelado a um prédio, essa combinação de variáveis poderiam fazer parte de um centro especializado em análises criminais.



Figura 2. Itens para o sucesso do mapeamento criminal
Fonte: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)


Como podemos observar na figura acima, o mapeamento criminal envolve vários aspectos para poder ser bem sucedido. Há outras variáveis envolvidas nesse sistema que não esmiuçaremos aqui, porém cada item possui outros aspectos que devem ser considerados.


2. Uso de mapas na análise criminal, exemplo prático


Para mostrar exemplos práticos de mapeamento criminal, vamos partir do pressuposto que nós compomos uma equipe multidisciplinar criminal para analisar dados da cidade de Belém/PA. Para isso, dispomos de vários dados hipotéticos sobre roubos a ônibus e roubos a transeuntes.


Desejamos verificar e analisar a distribuição de roubos a ônibus em uma avenida bastante movimentada em Belém/PA, conforme o total de roubos e o turno desses delitos.

No mapa abaixo, partindo do pressuposto que nós temos a localização exata do cruzamento onde os roubos aconteceram, destacamos com um círculo. Os círculos vermelhos destacam que os roubos foram maiores no fim da avenida, próximo da Av. Tavares Bastos (16) e do Cj. Costa e Silva (21), totalizando 55,2% dos delitos na avenida.

É possível perceber que próximo da Av. Júlio César ocorreram 12 roubos e somando com 5 da Av. Dr. Freitas, totalizam 26,9% dos delitos. Já os cruzamentos onde menos ocorreram roubo, foram na Antônio Baena e Mauriti, cerca de 10,4% do total. No geral, é possível analisar que a medida que nos distanciamos do bairro de São Bráz, os roubos a ônibus tendem a aumentar, especialmente entre os bairros do Castanheira e do Souza. 




Carta 01. Roubos a ônibus na avenida Almirante Barroso - Dados hipotéticos!!!!


Fonte: Dados Hipotéticos!!
Elaborador: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)


Já no segundo caso, gostaríamos de avaliar o turno das ocorrências. Diante dos dados hipotéticos, verificamos que os roubos ocorrem principalmente a noite, especialmente na Tavares Bastos e no Cj. Costa e Silva em relação aos demais cruzamentos. Nas ruas Antônio Baena e Humaitá, os crimes ocorrem especialmente na manhã.




Carta 02. Roubos a ônibus na Almirante Barroso por turno - Dados hipotéticos!!!!!!!!

Fonte: Dados hipotéticos!!
Elaborador: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)


Se nós quiséssemos, poderíamos colocar os valores por turno abaixo da legenda do mapa, apenas para complementar ou comparar os dados. O mais interessante é perceber padrões espaciais e correlacionar todo o contexto do crime com a localização. A partir do mesmo, surgem possíveis perguntas que talvez sem o mapa, não pensaríamos, como por exemplo: Por que os roubos ocorrem com maior frequência em horários diferentes? Como está disposto o efetivo policial em cada esquina? Há efetivo policial nas respectivas ruas? Por que a diferença?, enfim.

No terceiro caso, partimos do pressuposto que temos todas as ocorrências de roubo de uma praça de Belém, tudo georreferenciado, e gostaríamos de ver a incidência na mesma. Para esse caso, usaremos o método de "Kernel", que avalia justamente a concentração de pontos.

No exemplo da carta-imagem abaixo, podemos ver claramente a concentração de roubos do canto superior direito da praça, entre a rua Osvaldo Cruz e a avenida Assis de Vasconcelos. Nesse ponto, a quantidade de roubos é mais elevado do que qualquer outra parte da praça. 

Em outros pontos, a incidência é bem menor, como aquele próximo da Av. Gov. José Malcher, próximo do Teatro da Paz, próximo da rua Gama Abreu e da Osvaldo Cruz com a Assis de Vasconcelos.



Figura 3. Carta-imagem da incidência de roubos na praça da República - Dados hipotéticos
Fonte: Dados hipotéticos!!
Elaborador: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)


Novamente, se quiséssemos, colocaríamos o total de roubos em cada ponto na legenda abaixo ou outros dados relevantes para analisar. O mais importante é o esclarecimento que o mapa nos apresenta. Sem o mapa, ficaria extremamente difícil entender o contexto dos delitos, a correlação com as ruas e de modo geral, a compreensão do fenômeno criminal.

No último caso, vamos destacar dados hipotéticos da venda de entorpecentes na mesma praça. Abaixo, conseguimos perceber a venda de entorpecentes em áreas próximas de grandes arvoredos, como na esquina com a rua Osvaldo Cruz. Sem o mapa, nunca conseguiríamos compreender essa relação e principalmente provar isto.




Figura 4. Carta-imagem da venda de entorpecentes na praça da República em Belém - Dados hipotéticos!!!!!!!!!!!
Fonte: Dados hipotéticos!!
Elaborador: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)




3. Conclusões

Os mapas são indispensáveis na análise criminal, uma vez que facilitam consideravelmente a compreensão da distribuição dos delitos e a correlação com outras informações presentes no espaço. Esses recursos são de grande valia no planejamento das instituições de combate ao crime, ou mesmo, para empresas privadas que trabalham com segurança. Desse modo, é obrigação tornar os dados sobre Segurança Pública transparentes à população, já que esta possui demanda em relação a atividade de pesquisa ou mesmo, para o seu próprio esclarecimento enquanto cidadão.


Então, gostaria de ter em mãos, mapas criminais?
Necessita de um profissional com conhecimento sobre à área integrando a sua equipe?
Gostaria de saber mais por meio de um encontro profissional?



4. Referências

Boba, R. Introductory Guide to Crime Analysis and Mapping. COPS. November, 2005. Disponível em https://ric-zai-inc.com/Publications/cops-w0273-pub.pdf

Butorac, K; Marinovic, J. Geography of Crime and Geographic Information System. Journal of Forensic Sciences & Criminal Investigation. Vol 2. March 2017. Disponível em https://juniperpublishers.com/jfsci/pdf/JFSCI.MS.ID.555591.pdf

Harries, K. (1999). Mapping Crime: Principle and Practice. US Department of Justice; Washington DC: Disponível em https://www.ncjrs.gov/pdffiles1/nij/178919.pdf

National Institute Justice. What is crime mapping? - Briefing Book. U.S. Departament of Justice, 2005. Disponível em https://cops.usdoj.gov/html/cd_rom/tech_docs/pubs/whatiscrimemappingbriefingbook.pdf


Weisburd, D; McEwen, T. 1998. “Crime Mapping and Crime Prevention.” In Crime Mapping and Crime Prevention: Crime Prevention Studies, Volume 8. Weisburd, D. and McEwen, T. (eds.) Criminal Justice Press; Monsey, NY. Pp 1-26. Disponível em https://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=2629850












sexta-feira, 6 de abril de 2018

Mapas de Altamira/PA (Acadêmicos)

Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Presta consultoria em Cartografia e Geoprocessamento para Acadêmicos, Pesquisadores e Empresas
* Contato: henrique.ufpa@hotmail.com
*Mapas em Geral, Cartogramas, Cursos, Projetos de Geoprocessamento, 
Palestras e Consultoria em Geotecnologia:  091 (98306-5306) - WhatsApp




1. Altamira - Mapas Acadêmicos (Serviço)


Está a procura de mapas especializados da cidade de Altamira para a sua pesquisa? Nós podemos usar dados das mais prestigiadas instituições de pesquisa do país ou os seus próprios para construirmos os mapas.

Há uma variedade de mapas que podem ser solicitados, desde o de população, renda ou sobre saúde pública, não importa!, você já encontrou a solução certa para dá um "upgrade" nas suas publicações científicas.

Nesse contexto, oferecemos o serviço de "Mapas personalizados do município de Altamira". Entre as opções disponíveis, destacam-se:

a) Mapa dos bairros de Altamira
b) Mapa por setor censitário de Altamira
c) Mapa da área urbana ou rural de Altamira
d) Mapa do distrito do Castelo dos Sonhos (Altamira)
e) Mapa de localização de Altamira
f) Mapa de uma região específica de Altamira


Todos os mapas possuem finalidade acadêmica. Alguns modelos de mapas que podem ser encomendados estão abaixo e você pode entrar em contato pelo número (91) 98306-5306.


Mapa 01. Bairros de Altamira, Estado do Pará (2018)
Fonte dos dados: IBGE (2010)
Elaboração: Gusmão Geotecnologias (2018)
*É proibido o uso e reprodução (parcial ou total) deste material. Por favor, entrar em contato.


Mapa 02. População percentual acima de 60 anos nos bairros de Altamira/PA (2010)
Fonte dos dados: IBGE (2010)
Elaboração: Gusmão Geotecnologias (2018)

*É proibido o uso e reprodução (parcial ou total) deste material. Por favor, entrar em contato.



O limite dos bairros da cidade foi confeccionado com base na coluna "BAIRROS" do shapefile dos setores censitários da cidade (IBGE, 2010). Além disso, as informações foram extraídas da plataforma SIDRA, também do IBGE (2010).


O que você pretende mapear? Nos informe e teremos o prazer de confeccionar um MAPA EXCLUSIVO PARA VOCÊ.



O que mais podemos fazer por você? Confira abaixo:





sexta-feira, 30 de março de 2018

Shapefile dos bairros de Santarém/PA


Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Presta consultoria em Cartografia e Geoprocessamento para Acadêmicos, Pesquisadores e Empresas
* Contato: henrique.ufpa@hotmail.com
*Mapas em Geral, Cartogramas, Cursos, Projetos de Geoprocessamento, 
Palestras e Consultoria em Geotecnologia:  091 (98306-5306) - WhatsApp




1. Shapefile

O shapefile (.shp) é um formato vetorial amplamente utilizado no setor de Geotecnologias no mundo inteiro, sendo suportado por inúmeros programas de Geoprocessamento como o ArcGis, QuantumGis, GVSig, entre outros. 

Você pode solicitar os shapefiles dos bairros de Santarém, assim como de municípios do Brasil, Regiões do Estado do Pará ou de qualquer parte do Brasil (Personalizados) com preços acessíveis. Para demais informações, ligue (091) 98306-5306. Confira as novidades! 

Já o valor de um mapa, vai depender do tamanho, da quantidade informações e do prazo estabelecido. Desconsidere o valor abaixo para o mapa, mas não para o shapefile.



Figura 01. Amostra do shapefile dos bairros de Santarém/PA (2018)

Valor - R$140,00

Fonte dos dados: Adaptado do IBGE (2010)/Processamento digital através dos dados do IBGE.










sexta-feira, 16 de março de 2018

Geomaketing na prática, o que é? e como usar?



Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Presta consultoria em Cartografia e Geoprocessamento para Acadêmicos, Pesquisadores e Empresas
* Contato: henrique.ufpa@hotmail.com
*Mapas em Geral, Cartogramas, Cursos, Projetos de Geoprocessamento, 
Palestras e Consultoria em Geotecnologia:  091 (98306-5306) - WhatsApp





1. O que é Geomarketing?


É um conjunto de ferramentas que auxiliam as organizações a responderem questões mercadológicas de grande importância, gerando mapas digitais com informações específicas para cada questão proposta (Black, Power e Roche, 1994). Embora o uso de mapas seja comum em estudos de Geomarketing, estas ferramentas devem ser alinhadas com gráficos, textos, fotos e figuras, em que cada elemento possa destacar melhor a informação.

Para Kotler e Armstrong (2003), os três fatores de sucesso do varejo são: "localização, localização e localização". Esses autores ratificam que esse fator é decisivo e influi diretamente no seu sucesso e na capacidade de atrair clientes, embora também os custos de instalação e manutenção tragam impactos financeiros relevantes para a empresa.

O Geomarketing corresponde ao uso integrado de banco de dados com mapas digitais como suporte à tomada de decisões em marketing (Fagundes et al., 2008). Ou seja, é uma combinação entre informações estratégicas da empresa e o espaço de atuação da mesma, de forma a compreender melhor a distribuição da sua atuação no território e orientar o planejamento da empresa.

O Geomarketing é uma intersecção entre a Geografia e o Markting (Figura 1), sendo possível conciliar conceitos dos dois para melhorar o desempenho de uma empresa. Nesse caso, os estudos podem ter como foco, o bairro, o setor censitário, o município, a unidade da federação e até mesmo o país, onde dados como: renda, população, infraestrutura, entre outros, devem ser analisados para explorar conceitos importantes na área de marketing, tais como: segmentação de mercado, área de influência empresarial, potencial de mercado, entre outros (Figura 2).


Figura 1. Conexão entre Geografia e Marketing
Fonte: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)


Figura 2. Dados usuais em análises, conceitos de marketing e área geográfica envolvidos na área de Geomarketing
Fonte: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)




2. Gestão Empresarial com Mapas

As empresas podem e devem utilizar mapas temáticos para a tomada de decisões na área de Marketing e Gerenciamento de dados empresariais (ARANHA, 1986)com o intuito de facilitar a interpretação das informações da sua área de atuação, analisar dados sobre demografia e renda, visualizar com maior clareza os dados da empresa, conhecer melhor o público-alvo, entre outros, tornando possível a melhor tomada de decisão por parte do gestor empresarial.

Vários dados podem ser utilizados para melhorar a tomada de decisão, tais como: População, Infraestrutura, Renda dos Domicílios, Concorrência Empresarial, Arruamento, entre outros. 

Tudo isto vai depender do setor de atuação da respectiva empresa. Os dados podem ser conseguidos no site do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), por meio de Trabalho de Campo, com uso e interpretação de imagens de satélite do Google Earth Pro e outras fontes confiáveis, porém esse serviço deve ser dedicado a um profissional especializado.


3. Uso de Mapas em empresas, exemplo prático.

3.1 Ramo de Engenharia


Vamos imaginar que a Empresa de Engenharia Delta Blue (Nome fictício) pretende visualizar as seguintes informações:

1. Onde estão todos os nossos lançamentos imobiliários?
2. Quais bairros não estamos presentes? e onde estamos presentes?
3. Onde estão os nossos edifícios e condomínios horizontais?
3. Qual a correlação entre padrão e localização dos empreendimentos imobiliários?

Para isso, vamos visualizar todos os dados em mapas para melhorar a compreensão, tomando como exemplo a cidade de Belém/PA.


Figura 2. Funcionários da Delta Blue Engenharia avaliando os resultados (Nome Fictício)

Segundo os dados hipotéticos da empresa Delta Blue Engenharia, entre 1995 e 2018 foram lançados 26 edifícios e 4 condomínios horizontais em Belém.

Na primeira pergunta: onde estão os nossos empreendimentos imobiliários?. Com o auxílio da técnica "Kernel" usada no mapa 1 é possível visualizar a distribuição espacial dos mesmos.


Mapa 01. Densidade dos edifícios e condomínios horizontais da Delta Blue Engenharia em Belém/PA entre 1995 - 2018 (Empresa Fictícia)
Fonte: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2018)

Segundo o mapa, cerca de 50% dos empreendimentos estão localizados no centro da cidade, especialmente em três zonas: a primeira no limite entre o Umarizal e o Reduto; o segundo entre Nazaré e Batista Campos e o último, entre Nazaré e Cremação. O restante dos prédios estão muito próximos do centro da cidade, como visto no Marco, Sacramenta e Pedreira, com exceção daqueles do norte da cidade e dos localizados entre o bairro do Castanheira e da Marambaia.


Na segunda pergunta: Quais bairros não estamos presentes e onde estamos presentes?. Em uma análise dos dados com o uso do SIG, foi possível avaliar que a empresa atua em 18 bairros (34%) e não atua em 35 deles (66%). Com o uso do mapa, é possível ver que a empresa está em todos os bairros do centro urbano e especialmente no sul e no leste da cidade. No norte da cidade, a empresa atua somente em Águas Negras e no Parque Verde. Por outro lado, o mapa destaca que a empresa não está atuando no extremo norte, oeste e pare do norte da cidade, assim como em alguns bairros do Sul.



Mapa 02. Presença e Ausência da Delta Blue Engenharia (1995-2018)


Na terceira pergunta: Onde estão os nossos edifícios e condomínios horizontais na cidade?. O mapa abaixo facilmente responde a pergunta, ainda mostrando que todos os condomínios estão em bairros da zona norte e todos os edifícios estão na parte central e leste da cidade.



Mapa 03. Distribuição dos edifícios e condomínios da Delta Blue Engenharia em Belém/PA


Na quarta pergunta e última pergunta: Qual a correlação entre padrão e localização dos empreendimentos imobiliários?. De acordo com o mapa, 18 empreendimentos imobiliários são de alto padrão (60%) e 12 deles de médio padrão (40%). A maior parte dos empreendimentos de alto padrão estão concentrados no centro e três deles estão fora do eixo central. 



Mapa 04. Distribuição dos edifícios e condomínios da Delta Blue Engenharia por padrão em Belém/PA






Poderíamos acrescentar outras análises, como o período do lançamento, o custo de cada um, a quantidade de moradores, o tamanho médio do imóvel, etc, assim como verificar a distância de futuros empreendimentos de shoppings centers, lojas e outros pontos relevantes.



4. Conclusões 

O Geomarketing é um campo em expansão no Brasil, especialmente entre pequenas e médias empresas, em que o conhecimento acerca do território é vital para os negócios. O uso combinado de mapas e dados é uma verdadeira tendência nos planejamento estratégico das firmas, sendo necessário que haja profissionais qualificados, com experiência no setor e capacidade de pensamento crítico, pois os mapas não são figuras ilustrativas e bonitas, mas sim instrumentos baseados em pesquisa com condições de melhorar à atuação da empresa na sua área de abrangência.


5. Referências

ARANHA, F. Sistemas de Informação Geográfica: uma arma estratégica para o database marketing. RAE – Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 36, n. 2, p. 12-16, abr./maio./jun. 1996.

BLACK, S.; POWERS, G.; ROCHE, M. A GIS-Based Approach to community analysis for targeted marketing. Economic Development Review. v. 12, n. 2, p. 69-73, Spring 1994. 

FAGUNDES, A.; MORIGUCHI, S.; SANTANA, E.; LOPES. Geomarketing: Um estudo de caso de uma empresa de telecomunicações. Curitiba, PR. In: III Encontro de Marketing da ANPAD, 2008.

KOTLER, P.; KELLER, K. L. Administração de Marketing. 12. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2006. 750 p. 

KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Princípios de Marketing. 9. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2003. 593 p.