quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Softwares Livres de Geoprocessamento - Downloads

Softwares Livres de Geoprocessamento - Downloads


Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Editor chefe, proprietário e Cartógrafo - Blog Geografia e Cartografia Digital de Belém
* Bolsista CNPq - DTI (Desenvolvimento Tecnológico Industrial) no Laboratório de Sensoriamento Remoto na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amazônia Oriental)
* Instrutor dos softwares de Cartografia e Geoprocessamento: ArcGis, Philcarto, Phildigit, Google Earth, QGIS e Adobe Illustrator aplicado a Cartografia Temática
* Contato: henrique.ufpa@hotmail.com
*Mapas em Geral, Cartogramas, Cursos, Palestras e Consultoria em Geotecnologia:  091 (98306-5306) - WhatsApp


1. O uso de softwares livres em Geoprocessamento


Os softwares livres de Geoprocessamento são sistemas que nos permite obter, processar, cruzar e analisar informações geográficas através de dados vetoriais ou matriciais, em que o resultado é expresso principalmente através de mapas temáticos que podem abranger continentes, países, regiões, estados, municípios, bairros ou até mesmo quarteirões, dependendo dos objetivos que o usuário pretender alcançar. Dentre os softwares disponíveis no mercado, listo alguns dos mais usados no mundo por profissionais que trabalham com GIS (Geographic Information System). Porém, é importante ressaltar que os programas não conseguem trazer a solução de um problema ou analisar automaticamente questões complexas sem profissionais qualificados com excelente banco de dados e metodologias adequadas para cada projeto. Nesse caso, o profissional que trabalha com SIG é tão importante quanto os softwares e os dados, pois esse será o responsável pelo armazenamento, processamento e análise dos dados, sem o qual nada pode ser feito.


Figura 1. The Structure of GIS (A Estrutura do SIG)
Fonte: www.ig.com

Figura 2. O uso e a importância do Gis nos municípios

Fonte: mundogeo.com


2. OS SOFTWARES LIVRES
2.1 GOOGLE EARTH PRO



Um dos softwares mais famosos do mundo que possui ampla capacidade de armazenamento, compartilhamento e elaboração de dados geográficos, assim como a espacialização de mapas temáticos, porém sem georreferenciamento. O software é gratuito e as imagens de satélite contidas nele sempre estão atualizando. Tem infinitas aplicabilidades, do ensino a pesquisa. Ele pode ser usado para temas como Geomarketing, Meio ambiente, Saúde Pública, Segurança Pública, Educação, entre outros, disponível em: Google Earth Pro - https://www.google.com.br/earth/download/gep/agree.htmlÓtimos manuais que você pode usar para aprender é o do próprio Google, disponível em https://support.google.com/earth/answer/176576?hl=pt-BR.

Figura 3. O software Google Earth Pro
Fonte: Autoria própria no Google Earth Pro

Figura 4. Mar Adriático na Europa em destaque
Fonte: Autoria própria no Google Earth Pro


Figura 5. Mapa da Região Norte do Brasil
Fonte: Autoria própria no Google Earth Pro

Figura 6. Principais Praias da Ilha de Cotijuba - Belém/PA
Fonte: Autoria própria (2014)


Figura 7. PIB dos municípios da microrregião de Belém - Belém/PA
Fonte: Autoria própria (2015)


2.2 SPRING



O SPRING é um SIG com funções de processamento de imagens, análise espacial, modelagem numérica de terreno e consulta a banco de dados espaciais (INPE, 2015). O software, disponível em http://www.dpi.inpe.br/spring/portugues/download.php, tem vários manuais para aprimorar o seu conhecimento no software http://www.dpi.inpe.br/spring/portugues/manuais.html. Conforme o (INPE, 2015) os principais objetivos do SPRING:

1. Construir um sistema de informações geográficas para aplicações em Agricultura, Floresta, Gestão Ambiental, Geografia, Geologia, Planejamento Urbano e Regional.
2. Tornar amplamente acessível para a comunidade brasileira um SIG de rápido aprendizado.
3. Fornecer um mecanismo unificado de Geoprocessamento e Sensoriamento para aplicações urbanas e ambientais
4. Ser um mecanismo de difusão do conhecimento desenvolvido pelo INPE e seus parceiros, sob forma de novos algoritmos e metodologias.


Figura 8. Interface do software Spring
Fonte: INPE

Figura 9. Análise no software Spring
Fonte: INPE

2.3 Philcarto


O Philcarto é um software francês de Cartomática e Cartografia Temática de autoria do Geógrafo Philippe Waniez disponível em http://philcarto.free.fr/. Está em mais de 6 idiomas, como português, inglês, francês, espanhol, romeno, vietnamita e outros. Este não é um SIG como os demais, porém esse tem ampla capacidade de armazenamento e cruzamento de dados estatísticos, e consequente elaboração de diferentes mapas temáticos, tais como: corocromático, coroplético, isoplético, círculos proporcionais, círculos propocionais coloridos, círculos proporcionais corocromáticos, pontos unicolores, pontos coloridos, coroplético e círculos proporcionais, entre outros. Saiba mais em: http://geocartografiadigital.blogspot.com.br/2013/05/conhecendo-o-software-philcarto.html.

Os mapas feitos no software podem contemplar assuntos como: Demografia, Economia, Meio Ambiente, Saneamento Básico, Saúde, Segurança Pública, etc. É necessário que os dados sejam confiáveis e estatísticos, em que no Brasil, a principal fonte de dados é o IBGE, disponível em http://www.sidra.ibge.gov.br/. O manual do software está disponível ao lado http://www2.fct.unesp.br/docentes/geo/girardi/Cartografia%20PPGG%202015/MANUAL%20ANTIGO%20PHILCARTO.pdf. O software surpreende com variadas possibilidades de mapeamento de pontos, linhas e polígonos. É ideal que você crie suas bases cartográficas em um SIG e converta para o tipo (.Ai) no Phildigit (Software complementar ao Philcarto) ou baixe as bases disponíveis no próprio site do software. 

Você pode acelerar seu conhecimento lendo esse excepcional artigo do Dr. Herve Thery e da Dra. Rosely Sampaio Archela ao lado https://confins.revues.org/3483?lang=pt. Lembre-se que é necessário ter o Excel ou o LibreOffice para poder gerar a base estatística em ".txt" (Texto separado por tabulações) e inserir os dados no Philcarto para em seguida ser cruzado com a base cartográfica no software.

Figura 10. Mapa dos Homicídios em Belém - 2009 feito no Philcarto

Fonte: Autoria própria no Philcarto

Figura 11. Mapa da densidade demográfico no Pará feito no Philcarto
Fonte: Autoria própria no Philcarto


Figura 12. Mapa da População Urbana x População Rural do Brasil

Fonte: Autoria própria no Philcarto (2015)


2.4 QuantumGis (Qgis)



É o software livre de SIG mais difundido, usado e com mais tutoriais sobre as funcionalidades disponíveis na internet, disponível em http://www.qgis.org/en/site/. Há uma tendência de cada vez mais os usuários de SIG migrarem para o QGIS ou de utilizarem esse software como o principal instrumento de trabalho em detrimento de outros programas. Está disponível em vários idiomas: português, espanhol e inglês, tendo uma variedade de tutoriais no Youtube, Facebook, Blogs e outras redes sociais. Basta pesquisar: "QGIS Tutoriais" em qualquer uma dessas redes que vai aparecer vários recursos. Tutorial em inglês http://www.qgistutorials.com/en/ e em português no Site do Anderson Medeiros http://andersonmedeiros.com/elaboracao-de-mapas-tematicos-quantum-gis/.

O uso desse software se destina a diferentes aplicabilidades, desde mapas de Uso e Cobertura da Terra até Geologia, Saúde Pública, Meio Ambiente e outros, o que vai depender dos dados e das análises espaciais que serão realizadas.



Figura 13. Concentração de bares e restaurante com análise de Kernel em Olinda/PE
Fonte: testesaude.shervidores04.com.br


Figura 14. Delimitação de Bacia Hidrográfica em Rio Branco/AC
Fonte: qgisbrasil.org



3. CONCLUSÕES

Hoje eu apresentei 4 excelentes softwares livres de Geoprocessamento, assim como links de manuais em blogs, artigos e vídeos. Para quem tem interesse na área de Geoprocessamento, esses programas podem servir para a elaboração e análise de mapas temáticos, assim como auxiliar significativamente o planejamento urbano. Caso, você queira um curso ou aulas particulares de algum software (Exceção Spring), entre em contato no 91 98306-5306.







































terça-feira, 24 de novembro de 2015

20.000 visualizações do Blog!!

Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Editor-chefe e Proprietário do Blog Geografia e Cartografia Digital de Belém
* Bolsista Desenvolvimento Tecnológico Industrial (DTI) no Laboratório de Sensoriamento Remoto na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amazônia Oriental)
* Instrutor dos softwares de Cartografia: ArcGis, Qgis, Philcarto, Phildigit e Google Earth Pro.
* Contatos: henrique.ufpa@hotmail.com ou luizhenrique.ufpa@yahoo.com
Cursos, Mapas, Projetos, Cartogramas e Consultoria em Geotecnologias - (091) 98306-5306 (WhatsApp)



Caros (Hi everyone!!!)
Hoje (19/11), o Blog Geografia e Cartografia Digital bateu o seu recorde de visualizações, chegando a 20.000!!!!!! de todas as partes do mundo. Estou muito feliz e ao mesmo tempo continuo vendo a necessidade de compartilhar cada vez mais os meus conhecimentos com as pessoas que acessam o meu blog. Antes, o blog era apenas um passatempo, mas hoje é uma amostra do meu trabalho voltado para área de Cartografia Temática, Geografia e Geoprocessamento, mais precisamente sobre a minha cidade: Belém.


Por outro lado, vejo a necessidade de diversificar os temas presentes no blog, tais como:

- Tutoriais de Geoprocessamento
- Metodologias de mapeamento cartográfico
- Metodologia de representação espacial
- Curiosidades acerca da Cartografia
- Notícias de repercussão sobre Geotecnologias
- Cartografia Histórica Mundial
- Cartografia Brasileira

Esses assuntos estarão presentes na página como uma forma de democratizar ainda mais o conhecimento cartográfico. O Blog Geografia e Cartografia Digital de Belém mudará de nome para Blog Geografia e Cartografia Digital que terá uma visão mais ampla e global. Até hoje, foram 20.116 visualizações, principalmente de 10 países em especial: 


Gráfico 1. Visualizações totais do Blog/Site Geografia e Cartografia Digital até 23/11/2015

Gráfico 2. Participação na visualização do Blog/Site Geografia e Cartografia Digital até 23/11/2015



Mapa 1. Visualizações do Blog Geografia e Cartografia Digital de Belém no mundo
Fonte: Luiz Henrique Almeida Gusmão (2015)


O Blog teve muitas visualizações da América, principalmente do Brasil, Estados Unidos e Canadá. Na Europa, grande parte veio da Rússia, França, Alemanha, Ucrânia e Portugal. Já na Ásia e Oceania, muitas visitas da Malásia, Índia e China, enquanto na África, algumas visitas pela África do Sul, Nigéria e Camarões.



Curta a página no Facebook!















sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Street View pelo Google Earth e Google Maps

Street View pelo Google Earth e Google Maps

Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Editor-chefe e Proprietário do Blog Geografia e Cartografia Digital de Belém
* Bolsista Desenvolvimento Tecnológico Industrial (DTI) no Laboratório de Sensoriamento Remoto na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amazônia Oriental)
* Instrutor dos softwares de Cartografia: ArcGis, Qgis, Philcarto, Phildigit e Google Earth Pro.
* Contatos: henrique.ufpa@hotmail.com ou luizhenrique.ufpa@yahoo.com
Cursos, Mapas, Projetos, Cartogramas e Consultoria em Geotecnologias - (091) 98306-5306 (WhatsApp)


Resumo: Essa postagem é sobre o Street View que é um recurso do Google com capacidade de mostrar muitas paisagens fantásticas ao redor do mundo. Com o uso desse programa, você pode visualizar ruas, cidades, casas, florestas, vegetação, oceanos e outras coisas através de alguns cliques no software Google Earth Pro. Hoje eu quero mostrar algumas paisagens incríveis que eu encontrei 3 semanas atrás. Eu selecionei 11 fotos de diferentes países com a finalidade de mostrar a potencialidade desse excelente programa conhecido como Google Earth Pro, principalmente o recurso Street View que pode ser usado em sala de aula, palestras, artigos e qualquer meio de comunicação.

Abstract: This post is about the Street View that's a Google's resource is able to show many awesome landscapes around the world. You can see streets, cities, houses, forests, vegetation, oceans and other things through few clicks in software Google Earth Pro. Today, I want to show any interesting landscapes that I found three weeks ago. I've selected eleven pictures of different countries in order to exhibit the potentiality this outstanding program known as Google Earth Pro, mainly the resource Street View which can be used in classroom, lectures, articles and any media outlet.


1. Street View

O Street View é um recurso complementar do software Google Earth Pro e do Google Maps que exibe diferentes fotos de várias partes do mundo. As imagens foram captadas principalmente através do carro móvel da Google, porém em algumas áreas foram usadas máquinas fotográficas acopladas em mochilas, bicicletas e capacetes para obter outras fotos. 


2. O que eu faço para usar o Street View? (What do you do to use the street view on my computer?)

Primeiro, você precisa baixar o software Google Earth Pro, disponível em https://www.google.com.br/earth/download/gep/agree.html. Posteriormente você vai no campo destacado de vermelho no software, escreve o nome da cidade ou país, clique na lupa e o software levará você automaticamente ao destino.


Fonte: Google Earth (2015)

Posteriormente, você procura o boneco do Street View no programa (1) e arrasta ele aonde tem linhas azuis que são as que possuem fotos (2).


 Fonte: Google Earth (2015)

 Fonte: Google Earth (2015)


Se você for usar o Google Maps, o procedimento é o mesmo que no Google Earth, porém não é preciso baixar o programa, é só acessar https://www.google.com.br/maps/@-13.7634303,-55.6845633,4.62z?hl=pt-BR


 Fonte: Google Maps (2015)


Diante disso, escolhi algumas fotos que o Street View captou em diferentes países para mostrar a qualidade desse recurso. Aproveite para explorar o mundo e compartilhe algumas fotos sempre dando os créditos para o Google! Esse recurso é um espetáculo e uma boa oportunidade de conhecer muitos lugares através de poucos cliques no seu computador.


3. Fotos captadas pelo Street View

Figura 1. Cadeia de Montanhas na Cidade do Cabo (África do Sul)
Fonte: Street View (2014) no Google Earth Pro




Figura 2. Gôndolas em Veneza (Itália)
Fonte: Street View - Google Earth Pro


Figura 3. Verticalização em Hong Kong (Região Administrativa Especial da China)
Fonte: Street View - Google Earth Pro


Figura 4. Paisagem Natural em Laugarvatn (Islândia)
Fonte: Street View - Google Earth Pro




Figura 5. Grand Canyon, Rio Colorado (Estados Unidos)
Fonte: Street View - Google Earth Pro


Figura 6. Ilha de Creta (Grécia)
Fonte: Street View - Google Maps


Figura 7. Petronas Tower (Malásia)
Fonte: Street View - Google Earth Pro


Figura 8. Pirâmide de Gizé (Egito)
Fonte: Street View - Google Earth Pro


Figura 9. Praça Vermelha (Rússia)
Fonte: Street View - Google Earth Pro


Figura 10. Cristo Redentor no Rio de Janeiro (Brasil)
Fonte: Street View - Google Earth Pro


Figura 11. Ilha Fernando de Noronha, Pernambuco (Brasil)
Fonte: Street View - Google Maps


4. CONCLUSÃO

O Street View é uma excelente ferramenta do Google para você desbravar o mundo de uma maneira excepcional, pois é possível ver distintas paisagens no mundo inteiro e de uma maneira muito cômoda, na sua casa através do seu computador. Use a ferramenta e terá uma experiência incrível através desse recurso totalmente disponível e gratuito. Geógrafos e outros profissionais terão o prazer de usar o programa, principalmente quando esses dificilmente terão a oportunidade de viajar para lugares incomuns. Divirta-se! Enjoy it!!!









sábado, 10 de outubro de 2015

Círio de Nazaré, Turismo Religioso e Geoprocessamento

Círio de Nazaré, Turismo Religioso e Geoprocessamento

Luiz Henrique Almeida Gusmão
*Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Editor-chefe e Proprietário do Blog Geografia e Cartografia Digital de Belém
* Bolsista Desenvolvimento Tecnológico Industrial (DTI) no Laboratório de Sensoriamento Remoto na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL)
* Instrutor dos softwares de Cartografia: ArcGis, Qgis, Philcarto, Phildigit e Google Earth Pro.
* Contatos: henrique.ufpa@hotmail.com ou luizhenrique.ufpa@yahoo.com
Cursos, Mapas, Projetos, Cartogramas e Consultoria em Geotecnologias - (091) 98306-5306 (WhatsApp)




1. INTRODUÇÃO

O Turismo Religioso pode ser entendido como uma atividade desenvolvida por pessoas que se deslocam por motivos religiosos ou para participar de eventos de significado religioso, sendo um segmento com grande contribuição para a valorização e preservação das práticas espirituais, através de manifestações culturais e de fé, podendo identificar grupos humanos (MAIO, 2003). Nesse contexto, o Círio de Nazaré apresenta-se como a maior festividade católica do Brasil, no qual cerca de 2 milhões de pessoas se reúnem na procissão no 2° domingo do mês de outubro.


2. MATERIAIS E MÉTODOS

Nessa postagem foi usado o software ArcGis 10.1 para espacializar em imagens de satélite, as duas maiores procissões católicas do Brasil que ocorrem no mês de outubro em Belém/PA.


3. DESENVOLVIMENTO
3.1 Considerações sobre Turismo Religioso


O turismo religioso se apresenta como um dos segmentos que mais crescem atualmente no Brasil, em que a Embratur estima que 15 milhões de brasileiros se dirigem anualmente a destinos religiosos. (MAIO, 2003). Conforme o autor, esta área do turismo vem se destacando no cenário nacional, principalmente naqueles lugares que já possuem tradições em peregrinações e romarias, como por exemplo, Belém/PA (Círio de N.Sra. de Nazaré), Aparecida/SP (N. Sra. da Conceição Aparecida) e Juazeiro do Norte/CE (Padre Cícero).

O turismo religioso é uma viagem em que a fé é o motivo principal, mas que pode traduzir motivos culturais em conhecer outras manifestações religiosas (DIAS, 2006). A fé e a devoção religiosa são as principais razões que levam as pessoas a se deslocarem para pontos religiosos, compreendendo romarias, peregrinações e visitações a espaços, festas, espetáculos e atividades religiosas (DIAS, 2006).


3.2 Cartografia do Círio de Nazaré em Belém/PA


O Círio de Nazaré é uma das maiores e mais belas procissões católicas do Brasil e do mundo (DIRETORIA DO CÍRIO DE NAZARÉ, 2015). Anualmente, cerca de 2 milhões de romeiros (Manhã) seguem rumo a uma caminhada de fé pelas ruas da capital do Estado do Pará no 2° Domingo de Outubro, homenageando Nossa Senhora de Nazaré com muitos fogos de artifício, cantos e principalmente demonstrações de fé (Mapa 01).


Mapa 1. Trajeto da Procissão Trasladação em Belém/PA
É expressamente proibido o uso, publicação, cópia, comercialização ou o compartilhamento desse mapa sem autorização prévia do autor. Direitos Autoriais preservados.
Fonte: Autoria própria (2015)

O mapa destaca a saída de N.Sra. de Nazaré da Basílica em Nazaré rumo a Catedral da Sé, passando pela Av. Nazaré, Av. Pte. Vargas, Av. Boulevard Castilho França, Av. Portugal e Tv. Padre Champagnat, passando por pontos muito conhecidos como Pça da República, Estação das Docas e Ver-o-Peso.

Já a Trasladação, que ocorre no dia anterior ao Círio, sempre no sábado a noite é praticamente ou outro círio, pois cerca de 1,5 milhão de pessoas fazem um espetáculo em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré, a mãe de Jesus (Mapa 02). Nessa procissão há muitas homenagens a Padroeira dos Paraenses por diversas empresas públicas e privadas, no qual a Santa é levada para o local de onde esta sai em direção ao Círio no domingo.


Mapa 2. Trajeto da Procissão Círio de Nazaré em Belém/PA
É expressamente proibido o uso, publicação, cópia, comercialização ou o compartilhamento desse mapa sem autorização prévia do autor. Direitos Autorais preservados.
Fonte: Autoria própria (2015)

No mapa acima, o percurso de N. Sra. de Nazaré segue o caminho inverso, iniciando na Catedral da Sé até a Basílica de Nazaré, passando pelo Ver-o-Peso, Estação das Docas e Pça. da República. 

O Círio de Nazaré, como já dissemos, ocorre no 2° Domingo de Outubro nas principais ruas do centro de Belém, totalizando 3,6 Km e normalmente dura entre 4 a 5 horas. Porém, existem mais procissões que compõe todo o período do Círio, em que a Trasladação, Traslado Ananindeua e o Círio de Nazaré são as que reúnem o maior público (Figura 1). Durante o percurso, os fiéis fazem manifestações de fé, enfeitam as ruas e as casas em homenagem à Santa (Figura 2, 3, 4, 5, 6 e 7). Em 2004, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) registrou o Círio de Nazaré como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial.


Figura 01. Principais Procissões Religiosas em Belém durante o período do Círio de Nazaré
Fonte: Diretoria do Círio de Nazaré, 2015

Outras informações sobre a História, Programação, Organização e Turismo para o Círio de Nazaré em Belém, acesse: http://www.ciriodenazare.com.br/portal/historia.php.


Fonte: www.viagensdefé.com.br


Fonte:vaideavião.wordpress.com


Fonte: em.com.br

Fonte: g1.globo.com


Fonte:commons.wikipedia.org

Fonte:noticiasuol.com.br

Fonte:vaideavião.wordpress.com





4. CONSIDERAÇÕES FINAIS

O uso do ArcGis 10.1 foi fundamental para espacializar o trajeto da maior festa católica do Brasil e uma das maiores do mundo que reúne cerca de 2 milhões de pessoas no 2° Domingo do mês de Outubro em Belém/PA. Os mapas evidenciaram também pontos importantes ao longo do trajeto do Círio e da Trasladação aonde muitas pessoas se aglomeram para vê a passagem, realizar manifestações de fé, pagar promessas por graças alcançadas, realizar pedidos e centenas de motivações ligados a religiosidade. Nesse caso, os mapas podem servir para mapeamentos futuros sobre Religião e Peregrinações, assim como demais assuntos. Para saber mais, ligue 091 98306-5306.


5. REFERÊNCIAS

DIAS, R. O Turismo Religioso como segmento do mercado turístico. In: DIAS, R e Silveira E. J. S. da (Org). Turismo religioso: ensaios e reflexões. Campinas, SP: Alínea.

MAIO, Carlos Alberto. Turismo Religioso e desenvolvimento local. In: TREVIZAN, Salvador D. P. (Org.). Comunidades sustentáveis a partir do turismo com base local. Ilhéus: Editus, 2006. p. 311-320.