segunda-feira, 30 de março de 2015

Curso de Capacitação no Software Google Earth em Belém/PA

Curso de Capacitação no Software Google Earth

Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Editor chefe, proprietário e Cartógrafo - Blog Geografia e Cartografia Digital de Belém
* Bolsista CNPq - DTI (Desenvolvimento Tecnológico Industrial) no Laboratório de Sensoriamento Remoto na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amazônia Oriental)
* Instrutor dos softwares de Cartografia e Geoprocessamento: ArcGis, Philcarto, Phildigit, Google Earth, QGIS e Adobe Illustrator aplicado a Cartografia Temática
* Contatos: henrique.ufpa@hotmail.com ou luizhenrique.ufpa@yahoo.com
*Mapas em geral, Cartogramas, Cursos, Palestras e Consultoria em Geotecnologia:  091 (98306-5306) - WhatSApp



Instrutor do curso: LUIZ HENRIQUE ALMEIDA GUSMÃO


1. RESUMO:

Entre os dias 29 a 30 de janeiro de 2015 aconteceu o curso: "Capacitação no software Google Earth - Princípios e Aplicações" na Embrapa Amazônia Oriental em Belém, no qual eu ministrei com carga horária de 8 horas, porque alguns pesquisadores e estagiários não poderiam ficar mais tempo, devido os seus respectivos compromissos de trabalho.


2. OBJETIVOS DO CURSO:

O curso teve o objetivo de contribuir na capacitação do software Google Earth, contemplando as suas principais ferramentas de trabalho, assim como na espacialização de dados geográficos (shapefile, txt, kml e gpx) oriundos de GPS, SIG ou planilhas com coordenadas geográficas do Excel em imagens de satélite com alta resolução espacial. A aprendizagem desse software foi oportuna aos participantes, pois estes foram treinados em um programa bastante popular, com ampla capacidade de trabalho e aplicabilidade em diferentes ciências. Estes agora, já podem independentemente plotar os seus dados de trabalho nas imagens de satélite e gerar figuras temáticas, tornando possível a apresentação dos seus resultados de pesquisa em artigos científicos, palestras, workshops, reuniões e congressos com o uso de Geotecnologias.


3. SOFTWARES UTILIZADOS NO CURSO:
(Quantidade de softwares variáveis conforme a programação e o objetivo)

- Google Earth
- QuantumGis
- Microsoft Excel
- Microsoft Picture Manager
- Paint
- Microsoft Power Point


4. CONTEÚDO DO CURSO:

1° Dia: PARTE TEÓRICA E FUNÇÕES BÁSICAS

- Apresentação e potencialidade do software Google Earth (30 m)
- Conceitos básicos de Geoprocessamento e Cartografia Temática (30 m )
- Funções básicas no Google Earth (3 h)
  • Compreender fundamentos básicos de Cartografia
  • Manusear as ferramentas de navegação
  • Manusear o principal banco de dados do software
  • Localizar cidades, empresas e outros lugares através de coordenadas geográficas
  • Localização de cidades, empresas e outros lugares através da ferramenta  "to Fly"
  • Obter coordenadas geográficas de cidades, empresas e outros lugares
  • Converter coordenadas geográficas no programa (UTM, Graus Decimais, Graus Minutos Segundos, entre outros)
  • Manusear banco de dados adicionais (Barra de ferramentas, Barra Lateral, Barra de Status, Grade, Mapa de visão geral, Legenda de escala, Guia de Turismo, Usar local de trabalho como início, etc)
  • Visualizar no Google Maps através do Google Earth.
  • Salvar imagens (3 modos)
  • Medir e trabalhar com a régua/distância (linha e caminho)
  • Elaborar imagem de paisagem histórica
  • Tratamento simples de imagem no Microsoft Picture Manager
  • Trabalhar com layout básico no Paint
  • Street view
  • Simulador de voo
  • Visualizar Terra, Marte, Lua e Céu.

Figura 01. Ferramenta "To fly" de coordenadas no Google Earth no módulo básico
Fonte: Autoria própria (2015)

Figura 02. Ferramenta - Criação de polígono "polygon"
Fonte: Autoria própria no Google Earth

2° Dia: FUNÇÕES INTERMEDIÁRIAS (2h)
  • Criar, customizar e trabalhar com "Placemark" - Pontos
  • Criar, customizar e trabalhar com "Polygon" - Polígonos
  • Criar, customizar e trabalhar com "Lyne" - Linha
  • Acrescentar informações adicionais nos vetores
  • Criar, customizar e trabalhar com com todas as camadas vetoriais
  • Criar, customizar e trabalhar com pastas e camadas vetoriais
  • Criar e gravar um "Free Ride" - Passeio Livre
  • Reprodução de "Free Ride with Layers" - Passeio Livre com camadas
  • Carregar e personalizar foto
  • Importar e Exportar arquivos kml e kmz
Figura 03. Ferramenta - Free Ride with layers or lyne
Fonte: Autoria própria (2015)


Figura 04. Ferramenta - Importação de arquivo kml
Fonte: Autoria própria (2015)


2° DIA: FUNÇÕES AVANÇADAS USANDO O GOOGLE EARTH E QGIS (2h)

  • Trabalhar com perfil de elevação
  • Criar polígono, linha e ponto em 3D
  • Criar arquivos txt no Excel para ser convertido em kml no QGIS
  • Importar planilhas Excel com coordenadas no QGIS e converter para kml
  • Exportar arquivos kml do QGIS para o Google Earth
  • Importar arquivos shapefile no QGIS e exportar em kml para o Google Earth
  • Criar kml no Google Earth e converter em shapefile no QGIS
Figura 05. Desenho 3D para análise comparativa de dados
Fonte: Autoria própria (2015)

Figura 06. Ferramenta - Buffer a partir de um kml do tipo "lyne"
Fonte: Autoria própria (2015)



5. CERTIFICADO DO CURSO

Para comprovação do curso, o meu certificado de ministrante está abaixo: 



Gostou da programação do curso?? Ligue já e tenha maiores informações!!

Cursos para escolas e empresas com interesse estão disponíveis!

O curso prevê a capacitação no software (Dinheiro através da mão-de-obra do profissional em ensinar e orientar a trabalhar no programa e não em cima de imagens; É proibido a venda de imagens do programa, no qual o responsável pelo curso não faz isto!).

As imagens do Curso Google Earth têm os direitos autorais preservados e não são fonte de lucro do instrutor do curso.





domingo, 15 de março de 2015

Cartografia Turística de Cotijuba (Belém) com o Google Earth Pro

Cartografia Turística de Cotijuba (Belém) com o Google Earth Pro


Luiz Henrique Almeida Gusmão
* Geógrafo e Licenciado pela Universidade Federal do Pará (UFPA)
* Editor chefe, proprietário e Cartógrafo - Blog Geografia e Cartografia Digital de Belém
* Bolsista CNPq - DTI (Desenvolvimento Tecnológico Industrial) no Laboratório de Sensoriamento Remoto na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amazônia Oriental)
* Instrutor dos softwares de Cartografia e Geoprocessamento: ArcGis, Philcarto, Phildigit, Google Earth, QGIS e Adobe Illustrator aplicado a Cartografia Temática
* Contatos: henrique.ufpa@hotmail.com ou luizhenrique.ufpa@yahoo.com
*Mapas em geral, Cartogramas, Cursos, Palestras e Consultoria em Geotecnologia:  091 (98306-5306) - WhatSApp



1. INTRODUÇÃO

Esta postagem tem o propósito de usar o Google Earth Pro como ferramenta na elaboração de mapas com viés turístico da Ilha de Cotijuba em Belém. O objetivo é mostrar a potencialidade do software para este tipo de mapeamento e concomitantemente auxiliar a divulgação de informações turísticas sobre esta ilha amazônica próxima da capital do estado do Pará que tem muita potencialidade e muitos encantos naturais, mas ainda é muito desconhecida pelos próprios belenenses.

Palavras-chave: Google Earth Pro. Turismo. Cotijuba. Belém. 


2. MATERIAIS E MÉTODOS

Para a elaboração deste trabalho foi usado o software Google Earth Pro para a confecção dos mapas de Ilha de Cotijuba e algumas fontes para a discussão sobre turismo.


3. DESENVOLVIMENTO
3.1 Cartografia Turística

O Turismo é uma prática social que consiste no movimento espacial de uma ou mais pessoas do lugar de residência permanente em direção a outro lugar, em que serão visitantes ou hóspedes, onde devem permanecer por um período mínimo de 24h. Em um lugar turístico, desfruta-se da hospitalidade dos anfitriões com os quais partilham os espaços de contemplação visual, estética e cultural de seu patrimônio, bem como equipamentos de lazer disponíveis.

Segundo (MENEZES, P; FERNANDES, M, 2010), a indústria do Turismo apresenta-se hoje como uma das áreas econômicas mais rentáveis e de maior sucesso, bem como uma das que mais pode gerar emprego, demonstrando a sua importância para qualquer parte do globo. Nesse caso, alguns softwares, como o Google Earth, pode ser usado para elaborar mapas ou figuras de lugares "marginalizados dos principais roteiros turísticos", dando visibilidade e levando mais informações ao público que tem interesse de conhecer o local. 

Em Belém, além dos pontos conhecidos na área urbana, tais como a Estação das Docas, Complexo do Ver-o-peso, Cidade Velha, Museu Emílio Goeldi, Mangal das Garças, entre outros. Há ilhas com um potencial turístico muito grande a menos de 1 hora do centro urbano da capital. Estamos falando a respeito de duas das maiores ilhas de Belém: Ilha de Cotijuba e Ilha do Combu, porém nesse artigo vamos enfatizar somente sobre Cotijuba.

A primeira dista 11 km da Belém Continental e é muito famosa por ter diversos praias lindas, pouco exploradas e distante da poluição ambiental, tornando-se ideal para um bom sossego, banho e ainda para saborear pratos típicos da região amazônica, no qual o seu acesso se dá pela travessia da Baía de Guajará pelo porto em Icoaraci. Já a ilha de Combu dista 2,1 km da cidade e é também  bastante famosa, tendo muitos e bons restaurantes com uma gastronomia tipicamente amazônida, além de ter espaços em contato direto com a natureza, no qual o seu acesso se dá pela travessia do Rio Guamá através do porto Princesa Isabel. Os detalhes podem ser vistos no mapa elaborado com o Google Earth Pro abaixo:


Mapa 01. Localização e acesso a Ilha de Cotijuba em Belém visto no Google Earth

Fonte: Autoria própria no Google Earth
Fonte da imagem: Google Earth (2015)

3.2 Cartografia Turística aplicada em Cotijuba

A travessia da baía de Guajará do porto em Icoaraci até Cotijuba mostra-se bastante agradável e demora cerca de 45 minutos, com vista para ilhas, florestas, mar e a imensidão da área urbana da cidade. A sensação é de calmaria, como se toda a agitação e o estresse da vida urbana ficasse para trás em alguns minutos. A tranquilidade da viagem em barcos tipicamente amazônicos, o chamado "pôpôpô", é um diferencial para aqueles que nunca percorreram os rios amazônicos


Fonte: Coaripolis.blogspot.com

Apesar da viagem ser prazerosa, são necessários maiores investimentos na reestruturação do porto, em um local adequado ao embarque e desembarque tanto em Icoaraci quanto em Cotijuba, pois em alguns pontos a infraestrutura mostra-se precária e de médio porte. As autoridades devem reconhecer a potencialidade da ilha e incentivar o turismo sustentável, garantindo a qualidade desse serviço para os turistas; favorecendo a empregabilidade e o aumento da renda dos habitantes locais, sem impactar consideravelmente o ambiente.

A Ilha de Cotijuba é descrita por muitos como misteriosa, paradisíaca, com muitos encantos naturais, culinários e paisagísticos. Entre as principais atividades turísticas estão o contato direto com a floresta amazônica; o banho nas praias de rio (2); a degustação de pratos típicos como peixes e crustáceos; a caminhada por trilhas; a contemplação da paisagem tipicamente amazônica e a prática de esportes aquáticos. 


Mapa 02. Principais Praias de Cotijuba em Belém
Fonte: Autoria própria no Google Earth Pro

Conforme o mapa acima, Cotijuba possui 6 praias principais, todas distribuídas na porção oeste da ilha. Normalmente as pessoas costumam ir mais na Praia do Farol, do Amor e da Saudade porque são mais próximas do ponto de chegada e sem custo, pois é possível ir a pé. Por outro lado, ainda há praias pouco exploradas pelos turistas, principalmente no norte, com destaque para a Praia Funda, Flexeira e Vai-quem-quer (A última é a melhor e a com uma infraestrutura melhor, porém é a mais distante e com custo de apenas R$4,00 para o transporte). Em 25 minutos você pode chegar na praia do Vai-quem-quer via terrestre e apreciar as suas belezas naturais.


Mapa 03. Principais Atrativos da Praia do Vai-quem-quer

Fonte: Autoria própria no Google Earth Pro

Segundo o mapa, na Praia do Vai-quem-quer há muitos atrativos, como o banho em águas doces distante da poluição ambiental, a possibilidade de praticar ciclismo, iatismo ou canoagem (Equipamentos próprios), a caminhada em trilhas e jogo de futebol de areia são opções que os visitantes podem aproveitar (Figura 2, 3, 4 e 5). Ainda é possível se deliciar com pratos típicos da Amazônia nos restaurantes que tem principalmente no oeste desta praia.  

Figura 2. Praia do Vai-quem-quer

 Figura 3. Cadeiras na Praia do Vai-quem-quer


 Figura 4. Praia da Flexeira
Fonte: Brazilamzon 

Figura 5. Antigo Educandário de Cotijuba (Antiga Ruína de Presídio na Ilha de Cotijuba)
Fonte: www.vilacotijuba.com.br


4. CONSIDERAÇÕES FINAIS

O software Google Earth Pro é uma excelente ferramenta para mapeamento da infraestrutura turística e representação de mapas de Cotijuba, podendo ser largamente empregado em trabalhos semelhantes a este. No entanto, é preciso compreender os princípios básicos da Cartografia Temática e a operacionalização do software para poder elaborar tais produtos. Nesse caso, conseguimos demonstrar tanto as principais praias de Cotijuba quanto os atrativos e potencialidades na praia do Vai-quem-quer na Ilha de Cotijuba em Belém.


Você precisa de um mapa? Georreferenciado? É de que lugar? Para Tcc, artigo, dissertação ou Tese?  Ligue!! 091 (8306-5306) - WhatApp


5. REFERÊNCIAS


MENEZES, P; FERNANDES, M. Cartografia Turística: Novos conceitos e antigas concepções. http://www.ligiatavares.com/gerencia/uploads/arquivos/8d0501cb414b2e62687c91ae52e91f4a.pdf

Google Earth Pro. Disponível <www.earth.google.com>